21 de Dezembro de 2009

Comentrio da Prova de Portugus 2 Covest 2010

Comentada por Andra Nobre, Cleonice Rabelo e Jurandir Jnior

A prova apresentou, como j tradicional, nvel mediano de dificuldade. O contedo foi coerente com o programa proposto pela Universidade.

Alm de questes de interpretao de textos, bastante diversificados (Artigo de Opinio, Campanha Publicitria, Crnica e Poema), o exame demanda o domnio de Semntica, identificao de Gneros Textuais, Regncia, Concordncia, Correlao Verbal, Colocao Pronominal, Paralelismo, Intertextualidade, Redundncia, etc.

A questo 14 merece destaque por cobrar do aluno vocabulrio atpico, porque revela um nvel elevado de exigncia. Um leitor assduo apresentar um melhor desempenho em suas respostas.

A prova da UFPE demonstrou bastante sensatez, tornando-se exequvel s demandas dos jovens de Ensino Mdio. Chamamos ateno para a 6 questo no item 1-1 , que, a nosso ver, parece mal formulada, podendo levar o aluno ao erro. Um outro problema foi a pouca legibilidade do slogan da campanha apresentada no texto 02. Esses incidentes, no entanto, no comprometem nem desabonam a seriedade com a qual a prova foi elaborada. Parabenizamos a Covest.


Clique aqui e baixe a prova de portugus 2 da Covest 2010.


 
 20 de Dezembro de 2009

Questes de Portugus Covest 2010

Resoluo das questes de Portugus

Comentrio
Embora tenha causado certa surpresa a ausncia de questes que envolvessem a anlise de gneros textuais, como cartuns, tirinhas e charges, o que permite avaliar a maturidade lingustica do candidato, a COVEST optou por questes que privilegiam a utilizao de recursos lingusticos importantes para a construo de textos coesos e concisos.

Questo 01
A atividade da escrita formal requer a ordenao das palavras numa sequncia que expresse harmonia entre as estruturas sinttica e semntica. O trecho abaixo no obedeceu a esse princpio textual. Mantendo o sentido original, reformule-o, de modo a conseguir uma sequncia de termos que apresente uma mesma estrutura morfossinttica.

Nas sociedades modernas, no h mais espao para discriminao de racismo, religioso e econmico.

Resoluo

Uma possibilidade: (sequncia de adjetivos)

Nas sociedades modernas, no h mais espao para discriminao racial, religiosa e econmica.

Outra possibilidade: (sequncia de substantivos)

Nas sociedades modernas, no h mais espao para discriminao que envolva aspectos ligados raa, religio e economia.



Questo 02
Nem sempre o conhecimento lingustico suficiente para que se possa estabelecer uma relao de equivalncia semntica entre dois ou mais termos.

a)Explique de que maneira esse princpio se aplica ao enunciado abaixo.
b)D outro exemplo em que o mesmo princpio se evidencia.

O Brasil sempre foi respeitado pela qualidade de seu futebol. De fato, o nobre esporte breto constitui uma de suas marcas de sucesso mais reconhecidas internacionalmente.

Resoluo
a)A expresso o nobre esporte breto retoma o termo futebol, estabelecendo coeso por equivalncia semntica. O termo esporte um hipernimo de futebol, fato que remete a um conhecimento lingustico; j breto, alm desse domnio, exige do leitor um conhecimento de mundo acerca da origem desse esporte.

b)A fim de alar voos maiores no cenrio econmico brasileiro, o estado de Pernambuco vem realizando grandes investimentos no complexo de Suape, fato que propiciar ao Leo do Norte o desenvolvimento to esperado.


 
Desenvolvido pela Cappen